Notícias

Veja quais são as ‘desculpas’ mais usadas no cibercrime

Veja como evitá-las

Hoje (01) é comemorado o dia da mentira ou seja, seria ideal usar esse único dia para pregar mentiras nas pessoas porém, sabemos que nada funciona assim principalmente no cibercrime, onde as mentiras são aplicadas diariamente e os inocentes acabam caindo.

Uma pesquisa realizada pelo Norton, mostrou que em 2015 cerca de 44 milhões de brasileiros sofreram com o cibercrime, entre os principais fatos estão técnica que visa roubar senhas de banco e outras informações pessoais da vítima.

O phishing tem evoluído muito e se o usuário não prestar atenção, pode cair facilmente neste golpe. Antes era possível observar erros de ortografia e domínio de e-mail diferente do nome da empresa que o criminoso declarava pertencer, mas hoje em dia esses detalhes foram aperfeiçoados e por isso é preciso mais atenção para identificar o que é verdadeiro ou não”, explica o especialista em segurança da Norton, Nelson Barbosa.

Outro fator importantíssimo é o fato de pessoas cair no golpe do telefone, muitos usuários acabam ligando em nossas casas oferecendo produtos porém, muitas vezes eles nem fazem parte de instituições e acabam roubando todos os seus dados e destruindo o seu ‘nome’.

Entre os temas mais usados para atrair a atenção da vítima de crime virtual estão o uso de identidades falsas ligadas à vítima; histórias comoventes solicitando doações ou benefícios financeiros; promoções tentadoras e e-mails de empresas falsificados; e cobranças indevidas em nome de instituições financeiras e do governo.

Você deve estar logado para postar um comentário. Login

Deixe uma resposta

Recente

Topo