Notícias

Para deixar o FBI na mão, engenheiros da Apple podem pedir demissão

FBI cada vez mais prejudicado

A briga entre a Apple e o FBI nos EUA parece não ter fim, mais uma vez a empresa de iPhones mostra estar totalmente ‘desligada’ em querer ajudar o FBI, mesmo que a justiça consiga uma liminar para Apple abrir seus aparelhos, seus funcionários podem se negar a fazer esse procedimento.

Para complicar ainda mais, a Apple mostra que não trabalha com time misto em sua equipe, e sim com grupos especializados ou seja, cada um na sua função. Apenas em sua fase final que a empresa une os produtores para desenvolver e ligar o produto.

É isso que terá de ser feito, caso a companhia saia derrotada e seja obrigada a ajudar o FBI. E fontes do NYT dizem que há ao menos uma ideia de quem formaria esse grupo de elite – incluindo um engenheiro que trabalhou em uma companhia aeroespacial e outro reconhecido internamente como especialista em encontrar bugs em produtos da marca.

Embora tudo isso esteja no campo especulativo, o NYT lembrou o caso da Lavabit para ilustrar a mentalidade dos profissionais de tecnologia nos EUA. A Justiça impôs uma multa diária de US$ 10 mil ao pequeno serviço de e-mail porque ele se recusava a fornecer informações sobre Edward Snowden – eis que, em vez de contribuir, eles preferiram fechar a empresa.

Fonte: New York Times

Você deve estar logado para postar um comentário. Login

Deixe uma resposta

Recente

Topo