Notícias

Descobertas cartas que George R. R. Martin enviou à Marvel aos 15 anos

Autor teve influências na adolescência para ser escritor hoje

Antes de ser um dos maiores escritores de sagas de todos os tempos, George R. R. Martin também foi adolescente, e como muitos foi aficionado por histórias em quadrinhos, entre elas os da Marvel que reinava junto com sua concorrente DC Comics, como uma das maiores produtores desse tipo de revista.

Aos 15 anos, o autor de Game of Thrones enviou uma carta para ninguém mais ninguém menos que Stan Lee, o mago dos quadrinhos que está a frente da criação dos maiores heróis da Marvel e também a Jack Kirby, fiel parceiro de Lee. Se enviar cartas já foi um feito e tanto para George, imagine só receber respostas dos seus ídolos da época.

Cópia de uma das cartas enviadas por George R. R. Martin. (Foto: Reprodução)

Cópia de uma das cartas enviadas por George R. R. Martin.
(Foto: Reprodução)

Recentemente George R. R. Martin disse em uma entrevista para a Rolling Stone que a divulgação do seu endereço na época fez com que outros fãs escrevessem para ele, o que o motivou a escrever suas próprias histórias, e o final dessa história todos nós já sabemos! Confira a tradução das cartas enviadas à dupla de autores e as respostas recebidas:

Carta 1:
“Queridos Stan e Jack,

Quarteto Fantástico #17 foi a melhor das melhores. Estou até agora maravilhado com ela, tentando fazer o impossível, que é descrevê-la. Ela é absolutamente estupenda, sensacional! Não posso conceber como vocês conseguiram colocar tanta ação em apenas algumas páginas. Ela vai viver para sempre como uma das melhores HQs do Quarteto já impressas, digo, uma das melhores de TODOS os tempos. Em que outra revista em quadrinhos você poderia ver um herói cair num bueiro, uma heroína confundindo um inventor de brinquedo com um criminoso e o presidente dos EUA deixando uma conferência eu poderia determinar o destino do mundo só para colocar sua filha para dormir. A história épica, espetacular e empolgante não é tudo o que fez esta revista tão boa. A seção de cartas também foi ótima. Eu quase morri quando vi a carta de Paul Gambaccini. Vocês o fizeram mudar seu jeito. Aquela carta foi um brado em relação àquela mostrada em Quarteto #9. E aí ainda estava escrito na capa A MAIOR REVISTA EM QUADRINHOS DO MUNDO! Brilhante! Vocês eram tipo a pior revista do mundo quando começaram, mas estabeleceram um ideal e conseguiram! E se vocês fossem hoje apenas metade do que são, já seriam a melhor revista!!!

George R. Martin
35 East First St.
Bayone, N.J.”

Resposta: “A gente deveria parar enquanto estamos vencendo”.

Carta 2:
“Na última vez em que vimos o Fantasma Vermelho, ele estava preso na Lua e era perseguido por três gorilas poderosos que apontavam o raio paralisante no Senhor Fantástico. Agora, do nada, vocês fazem que ele tenho controle completo sobre os macacos e não explicam como isso aconteceu.”

Resposta: “Uau! Estamos envergonhados! Quer saber a verdade, George? Esquecemos completamente onde deixamos o Fantasma Vermelho e não tivemos tempo de olhar nas edições porque as prensas já estavam no nosso pescoço para fecharmos a revista! Mas que tal a gente oferecer um prêmio para o leitor que aparecer com a melhor explicação de como ele se salvou?”

Fonte: Uol

Recente

Topo