Apple decreta fim do streaming Beats Music

Por

Conhecido por meio dos aparelhos eletrônicos, que inclusive têm uma presença forte por ser marca registrada em aparições de jogadores de seleções de futebol, a marca Beats foi fruto de uma ideia do empresário e famoso rapper Dr. Dre, e começou a incomodar outros mercados, quando, consigo lançou também um streaming. De modo “amigável”, simplesmente foi encontrada uma solução para o caso. A Apple com 3 milhões de dólares em maio de 2014 comprou a marca com tudo o que tinha direito.

Sendo assim, ficou mais fácil de resolver tudo. A tal solução veio a tona após a nota da nova dona que anunciou o fim do Beats Music, que acontece junto a uma data, marcada ao lado de várias outras justificativas. Uma delas é de que o Apple Music já tinha tudo o que o streaming tem. Desde junho que o streaming não recebe novos usuários, e, desde ai iniciou-se os rumores daquilo que já era de se esperar: o fim de tudo.

Junto a seu fim, todos os assinantes receberão o aviso de corte, assim como, um aviso para que migrem ao mesmo serviço da Apple. O termino do serviço acontece no próximo dia 30 de novembro, sem nenhum adiamento.

O capitalismo fez com que a marca chegasse a um cruel fim.
O capitalismo fez com que a marca chegasse a um cruel fim.

Escolhemos para o leitor