IPhone

Apple cria “Modo Pânico” para acesso “repentino” em iOS

apple

A nova era da informatização surgiu desde quando a Apple criou o TouchID, recurso próprio da empresa e que vem criando inveja em massa pelas empresas do setor, que veem a descoberta como um novo caminho para outras novidades mais a fundo. Uma delas está em estudos pela empresa, que vê uma maneira de identificar quando o acesso do aparelho é feito quando o usuário está sendo forjado a colocar suas digitais para o acesso e, assim, acessar a informações pessoais disponíveis apenas com o uso da biometria.

Ou seja, isso poderia impedir que um criminoso forçasse que alguém colocasse suas impressões apenas para desbloquear o aparelho, pois, dependendo da intensidade em que as impressões fossem colocadas, o celular acionaria o chamado “modo pânico”, e automaticamente seria captado fotos e vídeos pela câmera frontal e todas as imagens enviadas aos órgãos competentes, que seriam ativados, ou para a conta iCloud do usuário. Além disto, é estudado que também seja ativado um alarme em um alto volume, indicando situação de emergência e levando, possivelmente, a desistência por parte de quem estaria violando o smartphone.

O tal alarme só seria desativado quando o usuário confirmasse que estava tudo seguro. Caso não fosse confirmado a situação de seguro, o sinal de socorro chegaria as autoridades por meio de um alarme emitido para os iPhones mais próximos. Entretanto, tudo está sendo avaliado pela Apple, que ainda não sabe quando colocará disponível para os usuários a função que colocaria uma nova camada de proteção nos aparelhos.

Com isto, a segurança pode aumentar ainda mais em iPhones.

Com isto, a segurança pode aumentar ainda mais em iPhones.

Você deve estar logado para postar um comentário. Login

Deixe uma resposta

Recente

Topo