Após bloqueio de serviço do Facebook Mark Zuckerberg responde a suspensão 0 7

Como anunciado aqui no Atutec, o órgão regulador de telecomunicações da Índia suspendeu os serviços da ‘Free Basics’, serviço de internet gratuita do Facebook, e parte do Internet.org. Porém Mark Zuckerberg se posicionou na rede social.

O ‘Free Basics’ da acesso gratuito a vários serviços da internet, porem foi alvo de críticas por grupos que defendem a neutralidade da rede, sendo encarado até como uma ameaça à liberdade do usuário.

Acompanhe abaixo a publicação realizada por Mark Zuckerberg:

“Todas as pessoas no mundo deviam ter acesso à internet.

Foi por isso que lançamos o Internet.org com iniciativas tão diferentes – incluindo estender a rede através de aviões a energia solar, satélites e lasers, fornecendo acesso a dados gratuitos através do Free Basics, reduzindo o uso de dados através de aplicações e dando poder a empreendedores locais através do Wi-Fi Express.

Hoje, os reguladores de telecomunicações da Índia decidiram restringir os programas que forneceriam acesso gratuito a dados. A medida restringe uma das iniciativas do Internet.org, o Free Basics, assim como programas de outras organizações para dar acesso gratuito à internet.

Enquanto estamos desapontados com a decisão de hoje, quero comunicar pessoalmente que estamos comprometidos em manter o trabalho e derrubar barreitas para a conectividade na Índia e em todo o mundo. O Internet.org tem várias iniciativas, e vamos continuar trabalhando até que todos tenham acesso.

O nosso trabalho com o Internet.org em todo o mundo já melhorou a vida de muitas pessoas. Mais de 19 milhões de pessoas em 38 países já estiveram conectados através dos nossos diferentes programas.
Conectar a Índia é um importante objetivo que não vamos desistir, porque milhões de pessoas no país não têm acesso à internet. Sabemos que conectá-las pode ajudar a tirá-las da pobreza, criar oportunidades de trabalho e aumentar as oportunidades de educação. Estamos preocupados com essas pessoas, e é por isso que estamos tão comprometidos em conectá-las.

A nossa missão é tornar o mundo mais aberto e conectado. Essa missão continua, e como tal, continua também o nosso compromisso com a Índia”.

Previous ArticleNext Article
Diego Rafael, criador do site ATUTEC, fundou o site em 2015 com propósito de informar o leitor das atualidades tecnológicas. E-mail: suvacuda@gmail.com Telefone: (47) 8809-7980

Comentários

Mastercard e Cabify oficializam parceria em Porto Alegre 0 333

A Cabify, plataforma focada em soluções inteligentes de mobilidade urbana, e a Mastercard anunciam mais uma parceria para oferecer descontos e também realiza ações de marketing em Porto Alegre (RS). Desta vez, o foco será o jogo de abertura das Eliminatórias da Copa do mundo 2018. O primeiro jogo acontece no dia 31 de agosto (quinta-feira) com a partida Brasil X Equador, na Arena do Grêmio.

Os motoristas parceiros da Cabify rodarão com os carros adesivados com os logos da plataforma e da Mastercard até dia 01/09. A campanha conta ainda com um código especial GOLDEPLACAMASTERCARD que permitirá 25% OFF, com desconto máximo de R$ 15, para até 10 corridas aos usuários de Porto Alegre que utilizam cartão Mastercard como método de pagamento. A ação é válida para corridas finalizadas até as 7 horas da manhã do dia 1 de setembro.

“A parceria entre a Cabify e a Mastercard trouxe resultados surpreendentes, por isso, retomamos a ação de forma estratégica para prover aos usuários da plataforma mobilidade nas viagens para os jogos das eliminatórias com conforto, segurança e praticidade na hora do pagamento, beneficiando tanto o motorista parceiro quanto o usuário”, afirma Nicolas Cañas, General Manager da Cabify em Porto Alegre.

A plataforma destaca-se pelo rígido processo de cadastramento dos motoristas parceiros, que inclui exames psicotécnicos e toxicológicos, e a exigência de carros novos, com ano a partir de 2012. Para garantir a qualidade de seu serviço, a empresa realiza palestras informativas com seus novos motoristas parceiros, onde orienta a respeito de legislação, direção segura e técnicas de atendimento para garantir que os usuários tenham a melhor experiência possível ao se deslocarem de um ponto a outro com a plataforma. Já no quesito segurança a Cabify também se posiciona de maneira forte ao aceitar pagamentos apenas por meio de cartão de crédito e PayPal.

A Cabify opera, atualmente, em sete cidades do Estado de São Paulo – São Paulo, Campinas, Santos, São Vicente, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Santo André – e também em outras cinco capitais – Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Curitiba (PR) e Porto Alegre (RS).