Notícias

Afastamento de Dilma na imprensa internacional: “Crise econômica, corrupção e Impeachment”

dilma-rousseff-laguna
The New York Times logo noticiou

Após quase 21 horas de uma exaustiva sessão no Senado brasileiro, por 55 votos a 22, Dilma Rousseff foi afastada de seu cargo de presidenta do Brasil e agora o vice Michel Temer já está no poder por até 180 dias – período em que o Senado irá julgar Dilma e decidir se Temer continua no poder até 1 de janeiro de 2019.

A notícia se propagou pelo mundo de imediato, logo quando o resultado dos votos foi divulgado. Nos EUA, os principais jornais do país publicaram como principal chamada de seus sites tal notícia, como o The New York Times, que afirmou que, mesmo que a presidente mantivesse o cargo, não conseguiria governar sem apoio na Câmara e no Senado.

A aprovação da admissibilidade do impeachment de Dilma no Senado também foi a chamada principal do portal do Washington Post: “Menos de três meses é o que falta para a abertura dos Jogos Olímpicos, no Rio, e o País está enfrentando sua mais grave crise econômica desde os anos 1930 e um enorme escândalo de corrupção, que manchou quase todos os líderes políticos”.

Recente

Topo